Setor de serviços capixaba cresceu 10% em 2021

Setor recuperou as perdas da pandemiaO setor de serviços capixaba fechou o ano de 2021 com crescimento frente a 2020. A alta acumulada no ano foi de 10%, representando o maior crescimento percentual de toda a série histórica da pesquisa, iniciada em 2012. No entanto, considerando a base mais baixa em 2020, quando o setor recuou 7,3%, o nível médio de atividade no ano de 2021 ficou 1,9% acima do patamar médio de 2019.Todos os segmentos obtiveram crescimento em 2021, mas nem todos conseguiram recuperar as perdas ocasionadas pela pandemia. O segmento que mais influenciou positivamente o índice foi o de Serviços Prestados às Famílias, com alta de 23,8%. Alguns exemplos de atividades que compõem esse grupo são: serviços de alojamento e alimentação, cursos de idiomas, academias de ginástica e salões de beleza.O presidente da Fecomércio-ES, José Lino Sepulcri, avalia que o setor avançou de forma mais forte no primeiro semestre do ano de 2021 com a maior liberação das atividades presenciais, e mostrou uma desaceleração no segundo semestre, mas fechando o ano de forma bastante positiva e recuperando as perdas sofridas na pandemia. “Para 2022, ainda há atenção devido a medidas restritivas como, por exemplo, o passaporte vacinal. Outros fatores também entram na análise do desempenho deste ano como diminuição do poder de compra da população, alta nos juros e eleições. Porém os empresários vêm se adaptando melhor às exigências e ajustando expectativas”, destacou ele.Resultados 2021Fechamento do ano. O setor de serviços capixaba fechou 2021 com crescimento de 10,0% quando comparado a 2021. As atividades de serviços que mais se destacaram em 2021 foram os Serviços prestados às famílias (+25,1%).Dezembro 2021. O setor de serviços no Espírito Santo apresentou desempenho positivo no mês de dezembro em relação a novembro, com alta de 1,6%. Frente a dezembro do ano passado houve crescimento de 8,6%.Brasil. No país, o indicador de volume de serviços acumulou um crescimento de 10,9% em 2021 em relação a 2020. Entre os Estados brasileiros todas as 27 Unidades da Federação apresentaram resultados positivos, com destaque: Roraima (+20,7%), Alagoas (18,5%) e Tocantins (+17,7%). O Espírito Santo ficou em 17º lugar (+10%).Nota TécnicaA Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) é disponibilizada mensalmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e tem por objetivo produzir indicadores que permitam acompanhar o comportamento conjuntural do setor de serviços no País e nas Unidades da Federação, investigando a receita bruta de serviços nas empresas formalmente constituídas, com 20 ou mais pessoas ocupadas, que desempenham como principal atividade um serviço não financeiro, excluídas as áreas de saúde e educação. Os dados poderão sofrer alterações e atualizações na próxima divulgação. A análise dos dados do Espírito Santo é realizada pela Assessoria Econômica da Fecomércio-ES.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique atualizado

Assine e receba nosso conteúdo em sua caixa de entrada.

Formulário Newsletter