Mercado de trabalho formal capixaba atingiu marca histórica na geração de empregos em 2021

Setores de Comércio e Serviços lideraram a geração de empregos no anoApesar do mês de dezembro obter um saldo negativo entre contratações e demissões, o mercado de trabalho formal do Espírito Santo fechou o acumulado do ano de 2021 positivo, atingindo recorde histórico.De janeiro a dezembro de 2021 as admissões superaram as demissões em 52.377 postos de trabalho. Todas as atividades fecharam o ano com saldo positivo, sendo o setor de Serviços o que mais contribuiu para o resultado com a geração de 22.459 empregos, seguido pelo Comércio que somou 15.095 empregos.No mês de dezembro, historicamente, acontecem mais demissões que admissões. Mas, considerando a magnitude da movimentação dos empregos observada em 2021, o resultado negativo foi proporcionalmente inferior aos registrados em anos anteriores para o mês.O presidente da Fecomércio-ES, José Lino Sepulcri, acredita que a continuidade da criação de vagas formais irá se manter para 2022, mesmo com tantos desafios. “Isso estimulará a melhora na confiança de consumidores e empresários, movimentando um ciclo positivo e fundamental para a melhoria no desempenho dos demais indicadores da economia. Vários fatores devem influenciar o cenário econômico nesse ano, entre eles, as questões relacionadas à Pandemia do Coronavírus e as Eleições”, pontua.Resultados Espírito SantoResultado Mensal. O mês de dezembro registrou saldo negativo no mercado de trabalho formal capixaba, sendo responsável pela extinção de 4.689 empregos com carteira assinada, movimento de 29.975 admissões contra 34.673 demissões. Na comparação com o mês passado as admissões caíram 15% e as demissões foram 30% maiores.Resultado Anual. Mesmo com esse resultado, o acumulado de janeiro a dezembro de 2021 foi positivo em 52.377 postos de trabalho formais. Pela quarta vez consecutiva o Estado fecha um ano com criação de empregos.Setores. Em dezembro, apenas o Comércio apresentou saldo positivo, criando 865 empregos. No acumulado do ano de 2021, o setor de Serviços liderou a geração de empregos formais no ano (+22.459), seguido pelo Comércio (+15.095).BrasilNo Brasil, o saldo em dezembro ficou negativo em 265.811 empregos com carteira assinada. No acumulado do ano de 2021, o país contabilizou a criação de 2.730.597 postos de trabalho formais.Municípios do Espírito SantoOs resultados por município mostram que Serra (+9.499) e Vitória (+7.281) foram os que mais contribuíram com a criação de postos de trabalho formais no ano de 2021, em termos absolutos. Mais detalhes podem ser vistos no quadro a seguir. Dos 78 municípios capixabas 75 mostraram resultados positivo no ano. O “Estoque em dezembro 2021” é a quantidade de postos de trabalho formais do município em dezembro de 2021.Nota TécnicaOs dados do Mercado de Trabalho Formal são disponibilizados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), órgão do Ministério da Economia (ME), para o Brasil e Unidades de Federação. A análise dos dados do Espírito Santo é realizada pela Assessoria Econômica da Fecomércio-ES.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique atualizado

Assine e receba nosso conteúdo em sua caixa de entrada.

Formulário Newsletter