INTEGRADO AO SISTEMA FECOMÉRCIO ES
  • Institucional

  • Sindical

  • Serviços

  • Connect

  • Certificado de Origem

  • Convenção Coletiva de Trabalho

  • Comunicação

  • Contato
  • O Sistema que Move


Fecomércio-ES, Faesa e Secti lançam projeto de inovação inédito no país com dados do comércio capixaba

Publicado em 18/10/2023

Connect vai transformar o comércio de bens, serviços e turismo no ES, unindo Fecomércio-ES, Faesa, Secti-ES, Fapes e MCI


A Fecomércio-ES, em parceria com a Faesa, Secretaria Estadual da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional (Secti-ES), Fapes e Mobilização Capixaba pela Inovação (MCI), vai iniciar um projeto de inovação pioneiro entre as federações do comércio do país: o Connect.


Pela primeira vez, o Espírito Santo terá um Observatório do Comércio, plataforma que trará a junção de dados dos setores de bens, serviços e turismo, com análises direcionadas para o comércio capixaba.


A conexão entre pesquisadores, acadêmicos, técnicos e profissionais atuantes no comércio do Espírito Santo é o grande diferencial dessa iniciativa, que vai ser desenvolvida ao longo de três anos.


“Nosso principal objetivo é ter uma matriz mapeada, um monitoramento detalhado, em tempo real, dos dados da nossa principal atividade econômica nos segmentos do comércio de bens, serviços e turismo. Essas informações são primordiais para planejar e direcionar ações, contribuir com a tomada de decisões estratégicas para o negócio, enxergar oportunidades, antecipar potenciais crises e criar soluções, de acordo com a realidade do nosso Estado e, mais ainda, de forma segmentada para microempreendedores, atacadistas, lojistas, rede hoteleira, etc. Será possível, por exemplo, saber a ocupação dos hotéis no litoral capixaba, o movimento do Dia dos Pais em Colatina, a geração de empregos no primeiro semestre em Cachoeiro, assim por diante”, explica Idalberto Moro, presidente do Sistema Fecomércio-ES – Sesc e Senac.


O projeto também engloba promoção de eventos, pré-aceleração de ideias e aceleração de startups. A iniciativa será financiada pelo governo do Estado por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado Espírito Santo (Fapes) e do Mobilização Capixaba pela Inovação (MCI), com investimento total no valor de R$ 4.718.263,90.


O Connect será dividido em quatro eixos. O primeiro é o Observa, o portal interativo com todos os dados e informações do setor disponíveis de forma fácil e prática, para auxiliar os empresários na tomada estratégica de decisões. Os primeiros dados consolidados do Observa serão disponibilizados a partir de 2024.


“Na primeira fase, a ideia é contribuir com dados do nosso ecossistema de negócios, somando levantamentos e pesquisas que já existem e outros que ainda serão levantados, e disponibilizando em uma plataforma única, um observatório, onde será possível pesquisar, comparar e refinar os dados para obter informações específicas, e usar essa informação para tomar decisões”, explica Ana Carolina Júlio, responsável pelo Eixo Observa do Connect.


Por meio do projeto, será possível, por exemplo, levantar os motivos pelos quais uma cidade registrou aumento de empregos na área de turismo, fora do período sazonal, e os outros municípios não se comportaram da mesma maneira.


Na sequência, os eixos Engaja, Desafia e Acelera serão desenvolvidos pela Faesa, seguindo com as ações do projeto. O Engaja será a fase de compartilhar os dados sobre o setor levantados no Observa, além de difundir e fomentar conhecimento sobre inovação, com palestras, seminários e feiras.


No Desafia, será feita a pré-aceleração de ideias e soluções inovadoras até o desenvolvimento de startups atuantes em áreas específicas, para atender às principais necessidades do setor, que ocorrerá na etapa Acelera.


O reitor da Faesa, professor Alexandre Nunes Theodoro, explica que o projeto vai movimentar e beneficiar amplamente a economia capixaba. “O Connect é um projeto pensado para desenvolver um ecossistema de negócios ainda mais forte no Espírito Santo, focado no setor do comércio. Vamos utilizar a estrutura do Hub de Inovação FAESA, para criar mais um projeto inovador, agora voltado para o setor do comércio capixaba, empregando o trabalho de alunos e professores em mais uma iniciativa tão importante de conexão entre academia, mercado e instituições públicas”, destaca.


O secretário de Estado da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional, Bruno Lamas, afirma que ações integradas envolvendo setores são sempre positivas. “Essa ação da Fecomércio-ES caminha com os objetivos do Governo do Estado, que é popularizar a inovação”, diz o secretário. Segundo ele, a pesquisa e a coleta de informações pela Faesa sobre o comportamento do comércio capixaba proporcionará um melhor planejamento estratégico das empresas do setor.


“Por meio deste projeto, o comércio capixaba e os órgãos públicos terão acesso a informações atualizadas, a fim de identificar tendências e as melhores práticas, contribuindo para o crescimento sustentável e o sucesso das organizações. A Fecomércio-ES é atuante no nosso Estado e acompanha de perto as decisões do Conselho Estadual de Ciência e Tecnologia, o Concitec. Estamos caminhando juntos para desenvolvimento econômico e contribuindo para a melhoria da qualidade de vida da população”, ressalta Bruno Lamas.


“O DNA da federação é pautado no propósito e na missão de promover o crescimento do comércio de bens, serviços e turismo no Espírito Santo. Com uma gestão baseada em dados e transparência, com ferramentas de inteligência artificial e análise, vamos aprimorar a identificação de oportunidades de crescimento, a eficiência operacional, a personalização de estratégias de marketing e proporcionar melhoria substancial na tomada de decisões”, afirma Idalberto Moro, presidente da Fecomércio-ES.


OS 4 EIXOS DO CONNECT:

1. OBSERVA: tem como objetivo promover, de forma simples e direta, dados e informações estratégicas que são importantes para os empresários deste setor tomarem suas decisões diárias. Por esse observatório, sindicatos, empresários e toda a sociedade poderão buscar e solicitar, de forma rápida e prática, tendências novas e existentes para o segmento, iniciativas de sucesso no Brasil e no Mundo, dados segmentados e cruzamento de dados. Os dados do Observa estarão disponíveis por meio de um portal interativo.


2. ENGAJA: neste programa serão realizadas atividades de divulgação dos resultados e novas informações que surgirem do Observa, além de mobilizar os setores ligados à Fecomércio, universidades e outros interessados para a importância da inovação como mola propulsora do desenvolvimento do comércio, dos serviços e do turismo do ES. Serão realizadas palestras, seminários e feiras visando desmistificar a inovação e apresentar os resultados obtidos no setor.


3. DESAFIA: o programa de pré-aceleração tem como objetivo apoiar o desenvolvimento de ideias e soluções inovadoras em negócios de alto impacto para o setor do comércio. A partir da ideia em sua fase inicial, é proporcionado aos empreendedores a vivência de todas as fases de desenvolvimento de uma startup, sempre com o auxílio de uma equipe de profissionais especializados, que vão compartilhar suas experiências através de mentorias e atividades práticas. Mais do que desenvolver novas startups, o programa visa estimular o perfil empreendedor dos participantes, por meio da formação de pessoas com visão estratégica e do incentivo ao desenvolvimento de habilidades gerenciais e inovadoras nas equipes.


4. ACELERA: o programa de aceleração prevê o desenvolvimento de startups atuantes em áreas estratégicas para o setor de comércio, serviços e turismo do Espírito Santo. A seleção de startup se baseará nas propostas de soluções relevantes para problemas comuns de cada setor. Como o objetivo do programa é desenvolver competências empreendedoras nos participantes, o processo de aceleração terá foco em aprimorar o modelo de negócio, fornecer mentorias, facilidades de infraestrutura, investimento financeiro e aproximação com as empresas associadas. Nesta etapa, os empresários do setor serão capacitados e motivados a se envolverem com as soluções, gerando assim novas oportunidades para o ecossistema capixaba.


QUEM FAZ O CONNECT:

  • FECOMÉRCIO-ES – responsável pela coordenação operacional do projeto e por toda execução do eixo Observa, além da manutenção constante do observatório do comércio após o lançamento do projeto. Também coordena a parte operacional do eixo Engaja, ao lado da Faesa.

A Fecomércio-ES integra a Confederação Nacional do Comércio (CNC), representando 137 mil empresas, que respondem por 70% do Produto Interno Bruto (PIB) capixaba e empregam 719 mil pessoas. O Sistema Fecomércio-ES – Sesc e Senac - atende todo o Espírito Santo, seja por meio das suas 31 unidades em mais 15 municípios ou das ações itinerantes. Representa 22 sindicatos empresariais e tem a missão de contribuir para o desenvolvimento social e econômico do Espírito Santo.


  • FAESA - responsável pela coordenação geral do projeto e pela execução dos eixos Engaja, Desafia e Acelera.

A Faesa é o melhor Centro Universitário do Sudeste e um dos melhores do Brasil, pela quarta vez consecutiva (IGC/MEC), com 50 anos de tradição no Ensino Superior, com foco no empreendedorismo e na inovação, forte conexão com o mercado para projetos e estágios e mais de 85% dos egressos atuando em sua área de formação.


  • GOVERNO DO ESTADO + SECTI, FAPES E MCI - responsáveis por prover o fomento para execução do projeto e toda parceria estratégica para desenvolvimento do Connect.
Fecomércio-ES, Faesa e Secti lançam projeto de inovação inédito no país com dados do comércio capixaba

Compartilhe:

 



CONTATO


NEWSLETTER


LOCALIZAÇÃO


REDES SOCIAIS


Onde estamos

Este site utiliza cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência. Leia nossa Política de privacidade.