INTEGRADO AO SISTEMA FECOMÉRCIO ES
  • Sindical

  • Institucional

  • Serviços

  • Comunicação

  • Contato
  • Notícias
  • Fotos

  • CARTÃO DO EMPRESÁRIO


Confiança dos empresários do comércio caiu em março

Publicado em 01/04/2022

Depois de uma sequência de três meses consecutivos de estabilidade o Índice de Confiança dos Empresários do Comércio (ICEC) calculado para Vitória-ES apresentou recuo de 1,1% em março com relação a fevereiro, marcando 124,1 pontos. Em relação a março de 2021 houve avanço de 7,2%. Mesmo com esse resultado o índice permaneceu no nível otimista e representou a quarta maior marca para o mês da série histórica, que possui onze anos.

Em termos percentuais, o resultado mensal do índice geral foi puxado pela piora na avaliação dos empresários sobre as condições de investimentos (IIEC) e as condições atuais da economia, do setor e da empresa (ICAEC). O primeiro caiu 2,1% na passagem de fevereiro para março, mostrando 113,6 pontos, e o segundo obteve queda de 2,0% frente ao mês anterior, marcando 111,6 pontos.

O presidente da Fecomércio-ES, José Lino Sepulcri, pontua que além das preocupações sanitárias e políticas que envolvem o cenário de 2022, outro fator importante fez piorar a avaliação dos empresários do comércio sobre o momento atual. "Numa economia global, o conflito militar entre a Rússia e a Ucrânia tem efeitos em todas as economias do mundo. E o Brasil, que já vinha sofrendo com a inflação, pode ser ainda mais afetado com um aumento generalizado de preços devido ao comércio com esses países, ao fornecimento de combustíveis, entre outros. Diante disso, as expectativas para os próximos meses ficaram estagnadas e a retomada de um ritmo mais forte da atividade econômica pós-pandemia foi adiada", disse.
  
Resultados Março 2022

ICEC geral. O Índice de Confiança dos Empresários do Comércio (ICEC) de Vitória recuou 1,1% em março em relação a fevereiro, passando a 124,1 pontos. Em relação a 2020 houve avanço de 7,2%. O indicador varia de 0 (zero) a 200 (duzentos) pontos na qual 100 (cem) corresponde à zona de indiferença, abaixo à situação de pessimismo e acima, otimismo. 

Subíndices. A queda mensal do indicador geral foi impactada pelos subíndices que avaliam as condições de investimentos (IIEC) e as condições atuais da economia, do setor e da empresa (ICAEC). O primeiro caiu 2,1% frente ao mês anterior, mas em relação ao ano passado ficou 5,5% maior, marcando 113,6 pontos. O segundo, que avalia as condições atuais da economia, obteve queda de 2,0% frente ao mês anterior, mas alta de 18,9% em relação ao ano passado, marcando 111,6 pontos. A avaliação das expectativas (IEEC), na qual os empresários expressam as expectativas para os próximos meses, ficou praticamente estável na primeira comparação (+0,3%) e avançou 0,9% relação ao ano passado, marcando 147,2 pontos. 

Brasil

O ICEC apurado para o Brasil registrou queda de 1,3% em março com relação a fevereiro de 2022, passando a 118,0 pontos. Na comparação anual, a confiança do comerciante ficou 13,9% maior.

Nota Técnica
Os dados do Índice de Confiança dos Empresários do Comércio (ICEC) são coletados em âmbito nacional pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e disponibilizados às federações para elaboração das análises estaduais. A ICEC é um indicador que mede a percepção dos empresários do comércio sobre a situação atual e futura da economia, do setor e da empresa e a propensão a investir. A amostra é de, no mínimo, 175 empresas comerciais localizadas na capital Vitória–ES. A análise local é da Assessoria Econômica da Fecomércio-ES. 

Confiança dos empresários do comércio caiu em março

Compartilhe:

 

 

Visitas: 91



CONTATO


NEWSLETTER


LOCALIZAÇÃO


REDES SOCIAIS


Onde estamos

Este site utiliza cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência. Leia nossa Política de privacidade.