INTEGRADO AO SISTEMA FECOMÉRCIO ES
  • Sindical

  • Institucional

  • Serviços

  • Comunicação

  • Contato
  • Notícias
  • Fotos

  • CARTÃO DO EMPRESÁRIO


Vendas do comércio capixaba registram queda em outubro

Publicado em 10/12/2021

As vendas do comércio perderam força desde agosto


A Pesquisa Mensal do Comércio aponta que em outubro as vendas do comércio capixaba restrito tiveram queda de 1,6% frente a setembro. Em relação a 2020 houve queda de 0,4%. Já o comércio ampliado (que inclui os segmentos de veículos e materiais de construção) cresceu 1,5% frente ao mês anterior e caiu 0,5% em relação a 2020. De janeiro a outubro de 2021 o comércio restrito acumulou crescimento 8,0% e o ampliado obteve alta de 15,4% em relação ao mesmo período do ano passado.

No mês de outubro em relação a setembro as vendas do comércio capixaba recuaram no conceito restrito nas duas comparações. Registraram uma queda de 1,6% em outubro com relação a setembro e de 0,4% em relação ao mesmo mês em 2020. Já o ampliado (que inclui os segmentos de veículos e materiais de construção) obteve uma alta na comparação mensal, de 1,5%, e em relação a outubro de 2020 queda de 0,5%. 

Mesmo com os resultados negativos, o acumulado em dez meses do ano registrou crescimento na ordem de 8,0% para o comércio restrito e de 15,4% no comércio ampliado em relação ao mesmo período do ano passado. Observou-se que os indicadores nas duas comparações já vinham perdendo força desde agosto, e com isso, o crescimento acumulado no ano é cada vez menor. 

O presidente da Fecomércio, José Lino Sepulcri, avalia que os próximos meses, de novembro e dezembro, possuem eventos marcantes para o comércio e isso impulsiona as vendas. “Desde agosto os resultados têm sido impactados pela perda de poder de compra da população devido à inflação e pelo aumento das taxas de juros, com o crédito ao consumo ficando mais caro. A recuperação do nível de emprego e a implementação do Auxílio Brasil serão fundamentais para proporcionar um ambiente com maior renda circulando em 2022. Mas cabe acompanhar se esse impacto será suficiente para alavancar a atividade econômica”, ressalta.

Brasil

Comércio Restrito e Ampliado. No Brasil, o comércio restrito caiu 0,1% em outubro frente a setembro de 2021. Em relação a outubro de 2020 caiu 7,1%. O comércio ampliado recuou 0,9% na comparação mensal e também recuou 7,1 em relação a outubro de 2020. 

Unidades da Federação. Comparando outubro de 2021 com o mesmo mês em 2020, houve queda nas vendas do comércio restrito em 26 das 27 Unidades da Federação, Com destaques para Bahia (-14,1%). Para a mesma comparação, no comércio ampliado, a variação negativa se deu em 23 Estados, com destaque para Amapá (-14,9%).

Nota Técnica

Os dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) são disponibilizados mensalmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A PMC tem por objetivo produzir indicadores que permitam acompanhar o comportamento conjuntural do comércio no País e nas Unidades da Federação a partir da receita bruta de revenda nas empresas formalmente constituídas, com 20 ou mais pessoas ocupadas, e cuja atividade principal é o comércio varejista. O indicador de Volume de vendas resulta da deflação dos valores nominais correntes por índices de preços específicos por atividade e unidade de federação. Os dados são divulgados com 2 (dois) meses de defasagem e poderão sofrer atualizações na divulgação seguinte. A análise dos dados do Espírito Santo é elaborada pela Assessoria Econômica da Fecomércio-ES. 
Vendas do comércio capixaba registram queda em outubro

Compartilhe:

 

 

Visitas: 51



CONTATO


NEWSLETTER


LOCALIZAÇÃO


REDES SOCIAIS


Onde estamos

Este site utiliza cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência. Leia nossa Política de privacidade.