INTEGRADO AO SISTEMA FECOMÉRCIO ES
  • Sindical

  • Institucional

  • Serviços

  • Comunicação

  • Contato
  • Notícias
  • Fotos

  • CARTÃO DO EMPRESÁRIO


Intenção de consumo das famílias capixabas recuou em novembro

Publicado em 13/12/2021

ICF recuou após três altas consecutivas


A Intenção de Consumo das Famílias (ICF) de Vitória-ES recuou 0,9% em novembro frente a outubro, marcando 71,1 pontos. Já em relação ao mesmo mês em 2020 houve um recuou de 4,1%. Na passagem de outubro para novembro, cinco dos sete componentes obtiveram variação negativa, com destaque para: Perspectivas Profissionais (-2,4%). 

A ICF apurada para o Brasil também obteve queda mensal de 0,9%, marcando 73,4 pontos. Em comparação com o mesmo mês de 2020 mostrou alta de 5,1%. A avaliação das Perspectivas Profissionais foi a que mais puxou o índice para baixo, recuando 2,4%. Dos sete subíndices pesquisados, cinco apresentaram queda na comparação com o mês anterior.

Apesar das avaliações mais negativas, cabe lembrar que esse indicador oscila no patamar de insatisfação (abaixo de 100 pontos) desde fevereiro de 2015. O nível atingido em novembro de 2021 ficou igual ao índice alcançado no mês de janeiro de 2020, no pré-pandemia. As piores marcas da série histórica foram nos anos de 2017, com média anual de 45,3 pontos, e de 2018 que obteve média anual de 47 pontos.

O presidente da Fecomércio, José Lino Sepulcri, avalia que no mês de novembro fatores que freiam a intenção de consumo das famílias, como inflação e juros mais altos, reduziu o efeito positivo do avanço da vacinação e maior movimentação de pessoas. “As incertezas acerca da atividade econômica e da manutenção dos empregos e até as perspectivas profissionais influenciaram diretamente na disposição para consumir no mês. Mesmo assim, cabe ressaltar que o indicador está no mesmo nível do pré-pandemia e acima de seus piores níveis históricos registrados em 2017 e 2018”, aponta.

Veja a evolução do ICF em pontos:

Emprego:  O Emprego Atual recuou 0,2% em relação ao mês anterior e frente ao ano passado obteve variação positiva de 7,5%, marcando 91,2 pontos. Esse indicador sinaliza o quão seguro o consumidor se sente no emprego atual. Já a avaliação das Perspectivas Profissionais, que mostra a expectativa de uma melhoria profissional nos próximos meses, recuou 2,4% frente ao mês anterior e ficou 19,5% maior que no ano passado, marcando 90,9 pontos. 

Consumo:  O Nível de Consumo Atual caiu 1,3% em novembro frente a outubro e subiu 4,1% em relação ao ano passado, marcando 54,6 pontos. Nesse indicador as famílias analisam se estão comprando mais ou menos em comparação ao ano passado. A avaliação das Perspectivas de Consumo para os próximos meses ficou estável na comparação mensal e recuou 6,4% em relação ao mesmo mês do ano passado, marcando 77,9 pontos. As famílias aqui refletem sobre o consumo para os próximos meses avaliando se será maior ou menor. 

Renda e Crédito: O indicador de satisfação da Renda Atual caiu 2,0% contra o mês anterior e ficou 8,8% menor em relação ao mesmo mês em 2020, com 73,5 pontos. Compras a Prazo, na qual avaliam sobre o atual acesso ao crédito em relação ao ano passado, subiu 0,3% frente ao mês anterior e caiu 13,9% frente a novembro de 2020, ficando com 83,3 pontos. O Momento para Duráveis teve queda de 1,2% frente ao mês anterior e caiu 38,6% em relação ao ano passado, marcando 30,6 pontos.


Brasil

A ICF apurada para o Brasil ficou marcou 73,4 pontos, com queda mensal de 0,9%. Em comparação com o mesmo mês de 2020 mostrou alta de 5,1%.

Nota Técnica

Os dados da Pesquisa de Intenção de Consumo das Famílias (ICF) são coletados em âmbito nacional pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e disponibilizados às federações estaduais para elaborarem as análises de seus estados. A ICF possui capacidade de medir a avaliação que os consumidores fazem sobre aspectos importantes da condição de vida de sua família. Trata-se de um indicador antecedente do consumo a partir do ponto de vista dos consumidores. A pesquisa é realizada com cerca de 500 famílias residentes no município de Vitória – ES. A análise dos dados de Vitória-ES é realizada pela Assessoria Econômica da Fecomércio-ES. 


Intenção de consumo das famílias capixabas recuou em novembro

Compartilhe:

 

 

Visitas: 59



CONTATO


NEWSLETTER


LOCALIZAÇÃO


REDES SOCIAIS


Onde estamos

Este site utiliza cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência. Leia nossa Política de privacidade.