INTEGRADO AO SISTEMA FECOMÉRCIO ES
  • Sindical

  • Institucional

  • Serviços

  • Comunicação

  • Contato
  • Notícias
  • Fotos

  • INFORME JURÍDICO


Vendas do comércio capixaba cresceram em 2020

Publicado em 22/02/2021


No acumulado do ano de 2020 as vendas do comércio apresentaram alta em relação a 2019 nas duas modalidades da pesquisa

DESTAQUES

Em 2020 as vendas do comércio capixaba cresceram 4,6% frente a 2019 no conceito restrito;

Considerando apenas o resultado do mês de dezembro de 2020 (comércio restrito) houve recuo de 1,5% em relação a novembro, mas alta de 11,4% em relação a dezembro de 2019;

No comércio ampliado (que inclui vendas de veículos, motocicletas, partes e peças e de material de construção) as vendas cresceram 4,0% em 2020 frente a 2019;

Considerando apenas o resultado do mês de dezembro de 2020 (comércio ampliado) houve recuo de 4,7% em relação a novembro, mas alta de 10,3% em relação a dezembro de 2019.

 
ANÁLISE COMPLETA

Apesar da crise provocada pela Pandemia do Coronavírus, as vendas do comércio capixaba fecharam o ano de 2020 com crescimento frente a 2019. A alta no acumulado de 2020 foi de 4,6% para o comércio restrito e 4,0% no ampliado quando comparados ao ano anterior. Mesmo em um ritmo ligeiramente menor que no ano passado, o resultado representou a terceira consecutiva nas duas modalidades da pesquisa após dois anos de quedas expressivas (2015 e 2016). 

Analisando somente o mês de dezembro de 2020 em relação a novembro, houve queda de 1,5% no comércio restrito e de 4,7% no ampliado, o que pode ser explicado em parte pelo efeito “Black Friday”, isto é, uma antecipação das compras para aproveitar as promoções. Mas na comparação anual (ou seja, com o mesmo mês do ano anterior), dezembro de 2020 teve o melhor resultado em oito anos (que foi em 2012, crescimento de 12,2%) para o comércio restrito e em dez anos (que foi em 2010, crescimento de 25,4%) para o comércio ampliado. 

A Fecomércio-ES avalia que o resultado de 2020 soma mais um ano positivo na trajetória de crescimento do índice, mesmo diante de um ano cheio de desafios e muitas dificuldades para o empresariado. Alguns fatores certamente contribuíram para o resultado como o pagamento do auxílio emergencial, medidas de estímulo ao crédito e de manutenção de empregos, juros e inflação baixos. Isso permitiu certo sustento da economia nesse período. Para 2021, a expectativa é que esse movimento ganhe mais ritmo após a fase de ajustes da política econômica, com a retomada do mercado de trabalho e os efeitos do início da vacinação contra a Covid-19 no Brasil, trazendo um ambiente mais otimista para os próximos meses.
Resultados 2020

Fechamento do ano. As vendas do comércio capixaba fecharam 2020 positivas no comércio restrito e ampliado pelo terceiro ano consecutivo. No conceito restrito, as vendas do setor acumularam alta de 4,6% em 2020 com relação a 2019. Já no comércio ampliado, que inclui vendas de veículos, motocicletas, partes e peças e de material de construção, houve crescimento de 4,0% frente a 2019. As atividades que mais se destacaram em 2020 foram Material de Construção (+59,5%) e cosméticos e Hipermercados, supermercados, prod. alimentícios, bebidas e fumo (+9,3%).

Dezembro 2020. Considerando somente o mês de dezembro, o setor apresentou queda em relação a novembro. No comércio restrito, as vendas diminuíram 1,5% em relação ao mês anterior e no ampliado a queda foi de 4,7%. Já quando comparado a dezembro de 2019, as vendas cresceram 11,4% no primeiro conceito e 10,3% no segundo.



Brasil

Comércio Restrito e Ampliado. No Brasil, as vendas do comércio restrito fecharam o ano de 2020 com alta de 1,2%, mas no ampliado houve queda de 1,5% em relação a 2019.

Unidades da Federação. No fechamento de 2020, os estados que se destacaram no conceito restrito da pesquisa foram o Pará (+9,4%) e Maranhão (+7,7%). Nessa comparação o Espírito Santo, com seu crescimento de 4,6%, ficou com o sétimo melhor resultado dentre os 27 Estados da Federação. No conceito ampliado, os destaques foram: Pará (+8,7%) e Amazonas (+7,5%). O Espírito Santo, com seu crescimento de 4,0%, ficou com o sexto melhor resultado dentre os Estados.


Nota Técnica

Os dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) são disponibilizados mensalmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A PMC tem por objetivo produzir indicadores que permitam acompanhar o comportamento conjuntural do comércio no País e nas Unidades da Federação a partir da receita bruta de revenda nas empresas formalmente constituídas, com 20 ou mais pessoas ocupadas, e cuja atividade principal é o comércio varejista. Os dados são divulgados com 2 (dois) meses de defasagem e poderão sofrer atualizações na divulgação seguinte. A análise dos dados do Espírito Santo é elaborada pela Assessoria Econômica da Fecomércio-ES. 


Vendas do comércio capixaba cresceram em 2020

Compartilhe:

 

 

Visitas: 39



CONTATO


NEWSLETTER


LOCALIZAÇÃO


REDES SOCIAIS


Onde estamos

Este site utiliza cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência. Leia nossa Política de privacidade.