INTEGRADO AO SISTEMA FECOMÉRCIO ES
  • Institucional

  • Sindical

  • Serviços

  • Notícias
  • Comunicação

  • Fotos

  • Contato


Vendas do comércio capixaba registram alta em maio

Publicado em 09/07/2020

Mesmo não recuperando todas as perdas, setor mostrou potencial de reação

Comércio Restrito. Em abril de 2020 as vendas do comércio capixaba restrito apresentaram alta de 16,6% em relação ao mês anterior. Na comparação com abril de 2019 ainda registrou queda de 7,3%. 

Comércio Ampliado. No conceito ampliado, que inclui vendas de veículos, motocicletas, partes e peças e de material de construção, as vendas subiram 27,1% em relação ao mês anterior e queda de 13,4% frente a 2019. 

Desempenho por atividades. Em relação ao ano passado, quatro dos dez segmentos pesquisados obtiveram variação positiva em maio de 2020, com destaque aos hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (+10,5%). O IBGE ainda não fornece os dados da comparação mensal, classificado por atividades.

A Fecomércio Espírito Santo avalia que as incertezas provocadas pela crise do novo Coronavírus levaram a uma rápida deterioração das condições atuais da economia e das empresas. De acordo com o presidente da Fecomércio, José Lino Sepulcri, isso se refletiu no “tombo” das vendas registrado para abril. “Ainda que a alta em maio não tenha sido suficiente para reverter o acumulado negativo no ano, observou-se que as medidas que foram sendo tomadas, como os auxílios, benefícios, flexibilizações ajudaram o setor, que mostrou seu potencial de reação em maio”, conclui Sepulcri.


Brasil
Comércio Restrito e Ampliado. No Brasil, o comércio restrito cresceu 13,9% em maio em relação a abril. Em relação a maio de 2019 houve queda de 7,2%. Já o comércio ampliado cresceu 19,6% na comparação mensal e caiu 14,9% em relação a 2019. 

Unidades da Federação. Na passagem de abril para maio de 2020, houve resultados positivos nas 27 Unidades da Federação, com destaque para: Rondônia (36,8%), Paraná (20,0%) e Goiás (19,4%). Para a mesma comparação, no comércio varejista ampliado, a variação entre abril e maio obteve resultados positivos nas 27 Unidades da Federação, com destaque para: Rondônia (35,2%), Rio Grande do Sul (27,9%) e Espírito Santo (27,1%).

Comparando maio de 2020 com o mesmo mês em 2019, houve queda nas vendas do comércio em 23 Unidades da Federação, com destaque para: Amapá (-37,0%), Ceará (-30,4%) e Bahia (-20,8%). Para a mesma comparação, no comércio ampliado, a variação negativa se deu nas 27 Unidades da Federação, com destaque para: Amapá(-38,7%), Ceará (-31,3%) e Piauí (-31,0%).


Nota Técnica
Os dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) são disponibilizados mensalmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A PMC tem por objetivo produzir indicadores que permitam acompanhar o comportamento conjuntural do comércio no País e nas Unidades da Federação a partir da receita bruta de revenda nas empresas formalmente constituídas, com 20 ou mais pessoas ocupadas, e cuja atividade principal é o comércio varejista. Os dados são divulgados com 2 (dois) meses de defasagem e poderão sofrer atualizações na divulgação seguinte. A análise dos dados do Espírito Santo é elaborada pela Assessoria Econômica da Fecomércio-ES.




Vendas do comércio capixaba registram alta em maio

Compartilhe:

 

 

Visitas: 149



CONTATO


NEWSLETTER


LOCALIZAÇÃO


REDES SOCIAIS


Onde estamos

Este site utiliza cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência. Leia nossa Política de privacidade.